\

Sejam bem vindos. O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais, em especial acerca dos direitos e luta da juventude e dos trabalhadores, inclusive, mas não só, desde o ponto de vista jurídico, já que sou advogado.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

RESPOSTA DE MÁRCIO GENNARI, EDITOR DO JM, À CARTA ABERTA À DANIELA BRITO

Me assusta as posturas antidemocráticas daqueles que defendem a ida do povo para as ruas e ao mesmo tempo se sentem defensores intransigentes de propostas únicas e não têm serenidade para compreender a existência de uma sociedade plural em que existem pessoas que têm o direito de se posicionarem de forma diferente. O pior ainda é uma pessoa se dizer ÉTICO e achincalhar publicamente uma jornalista no pleno exercício da profissão que nem mesmo citou o nome do que se diz ofendido. AÍ A CARAPUÇA SE AJUSTOU.

Caríssimo, com todo o respeito, ao abrir sua metralhadora contra a colega Daniela Brito, você mostra o quanto lhe falta ÉTICA ou, infelizmente, pratica a ÉTICA que lhe convém. A Ética discursiva é muito fácil e conveniente.

Companheiro, classificar uma jornalista que escreve diariamente num veículo de comunicação de ter tido atitude fascista e reacionaria, considerá-la um vassalo, pelo fato de emitir uma opinião é, no mínimo, despreparo da sua parte em conviver numa sociedade democrática em que devemos respeitar sempre o sagrado direito à manifestação e à opinião. Aliás um desrespeito com a pessoa.

E mais. Sinto, da sua parte, que o espírito capitalista e o temor de perder clientes falou muito alto em seu ser. Afinal, todos entendem que você precisa de seus ganhos e manter sua clientela. Mas também precisa entender que você não foi o único candidato a prefeito na manifestação. Para lhe informar melhor, o ex-candidato e seu colega advogado Marco Túlio Reis também estava lá. Mas como uma pessoa mais democrática, respeita e entende o direito à opinião.

Quanto à defesa da empresa pública de transporte, meu caro, eu também, como ex-servidor, entendo que o Poder Público não tem competência para administrá-la, pelo menos por enquanto. Mas respeito seu posicionamento e em momento oportuno poderemos até debater, de forma democrática e respeitosa, a questão.

Para terminar, quero lembrá-lo apenas que hoje vivemos num BRASIL em que as vozes das pessoas são ouvidas e os diversos posicionamentos merecem respeito. Não precisamos mais pensar e agir na clandestinidade. As manifestações são sempre legítimas. Vivemos uma democracia plena graças a muito sofrimento vivido noutras épocas e lideranças, como você, deve prezar por isto e não se apegar a posicionamentos unilaterais.

Um forte abraço COMPANHEIRO,

do sempre amigo,

Márcio Gennari.

Nenhum comentário:

Ultimas postagens