\

Sejam bem vindos. O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais, em especial acerca dos direitos e luta da juventude e dos trabalhadores, inclusive, mas não só, desde o ponto de vista jurídico, já que sou advogado.

sábado, 29 de dezembro de 2007

Francesco Cossiga acusa CIA e Mossad pelos atentados de 11 de setembro de 2001

fonte Blog Molotov ,
http://blogmolotov.blogspot.com/2007/12/francesco-cossiga-acusa-cia-e-mossad.html

Georges Bourdoukan é jornalista e escritor nascido no Libano, autor de "O Peregrino" "A Incrível e Fascinante História do Capitão Mouro" e "Vozes do Deserto" e cronista da revista Caros Amigos. No início deste mês Bourdoukan repercutiu em seu blog a notícia publicada no Corriere della Serra, de que o ex-presidente da Itália, Francesco Cossiga, havia acusado a CIA e o Mossad por planejar atentados do 11 de setembro e que tal fato era de conhecimento dos serviços de informações a nível global.Bourdoukan, registrou hoje o silêncio profundo e deprimente de todos os meios de comunicação inclusive os de esquerda acerca da denúncia de Cossiga. Como concordo com o jornalista acerca do assunto, não poderia deixar nosso Molotov na vala comum a qual Bordoukan denuncia.Particularmente, creio ser plenamente viável tal possibilidade, não só pelo histórico das conspirações oficiais ianques, mas em especial pela situação política e econômica de então. Vejamos:
Até 2001, a economia estadunidense se afundava em uma imensa crise tendo levado os mercados emergentes a quebrar um após o outro (México 1994, Tigres asiáticos 1995, Rússia 1996, Brasil 1997);
O presidente George W Bush vivia também uma tremenda crise de credibilidade tendo sido empossado sem ter sido eleito;
Os EUA não conseguiam avançar em seus planos imperiais militares na medida em que apesar do apoio a todo tipo de bando mercenário e a construção de golpes não tinham ainda conseguido superar sua síndrome do Vietnã;
A resistência e o sentimento anti-imperialistas assim como os movimentos anticapitalistas se encontravam em ascenso por todo mundo inclusive dentro do próprio território ianque;Eis que surge Bin Laden e no fim das contas o resultado prático dos atentados foram:
O incremento da indústria bélica, o saque do petróleo iraquiano pelos EUA e os "planos de reconstrução" dos territórios invadidos favorecendo em especial as indústrias estadunidenses;
Bush, assumiu o posto de liderança mundial na luta contra o terror e foi reeleito presidente em 2004;
Duas guerras levaram contingentes de soldados ianques à invasão do Afeganistão e do Iraque;
Leis duras contra os movimentos sociais foram implantadas em especial no território estadunidense como o ato patriota.Vale lembrar que o principal argumento pró-Bush em 2004 foi justo a luta contra o terror e que ainda hoje ninguém achou os destroços do boeing que acertou o pentágono.É preciso cobrar a verdade sobre os fatos. Nada justifica o massacre contra os povos de todo o mundo levado adiante pelos abutres ianques. Nada justifica Guantanamo e Abu Ghraib. Mas se o injustificável está alicercado em cima de atentados promovidos pelos próprios ianques, mais motivos ainda tem todos os povos do mundo para se rebelar.

Dez conquistas do jejum de Dom Frei Luis Flávio Cappio

por Frei Gilvander Moreira - Belo Horizonte/MG, natal de 2007


De longe e de perto, tivemos a alegria e a responsabilidade de participar da luta de Dom Cappio que encabeçou a luta do povo em prol do rio São Francisco. Na missa do dia 21/12/2007, em frente à capela de São Francisco, em Sobradinho/BA, na "Carta aos irmãos e irmãs do São Francisco, do Nordeste e do Brasil" - após 24 dias de jejum e oração - Dom Cappio suspendeu o jejum e decidiu adotar outras estratégias.

Tivemos, então, a oportunidade de lembrar 10 conquistas de seu valioso testemunho, enquanto palavras e atitudes proféticas de frei Luis estão sendo ignoradas por autoridades que se fazem surdas à voz do povo.

Na capela de São Francisco, na cidade de Sobradinho, graças ao rio São Francisco, irrompeu um aspecto importante do sentido do NATAL de 2007 para o Brasil. Os 24 dias de jejum e oração de dom Cappio revelaram o crescente compromisso de milhões de brasileiros pela preservação do Rio São Francisco. Por outro lado, desmascararam a ignorância e a omissão de muitos cidadãos bem como a arrogância do Governo e o cinismo de instituições.

1) O gesto de Dom Cappio mostrou que os quatro poderes – midiático, executivo, legislativo e judiciário – continuam de joelhos diante do poder econômico nacional e internacional. Evidenciou-se a verdade sobre a malfadada Transposição.

2) O mesmo revelou que o Governo do presidente Inácio da Silva se revestiu de autoritarismo, arrogância e prepotência na corrupção. Politicamente, não se legitima a transposição do Velho Chico. Tanto isto é verdade que o povo e os movimentos populares se levantam para defender as águas como bem comum, não aceitando sua mercantilização, cujo primeiro resultado será o hidronegócio.

3) Dom Cappio reforçou a Via Campesina, os movimentos populares e lideranças sociais, setores religiosos e a consciência cidadã a fim de prosseguirem na luta ecológica, ligada às lutas contra injustiças sociais, políticas e econômicas.

4) Frei Luis irrompeu como uma forte liderança do Brasil atual. Será como uma "espada de Dâmocles" levantada sobre a cabeça dos quatro poderes, das Instituições, dos cidadãos, cúmplices do crime e acomodados. A voz e o testemunho de frei Luis valorizaram o amor pela
causa dos pobres.

5) O gesto profético de Dom Cappio curou a cegueira de milhões de pessoas. Usou jejum e oração, instrumento que desmonta a mentira; mobilizou a CNBB, a Igreja Católica, os cristãos, boa parte de seu clero e dos religiosos.

6) Nas mentes e corações de milhares de pessoas despertou indignação e as informou com a verdade sobre a insana, ineficiente e faraônica Transposição do rio São Francisco e sobre as mentiras que emanam da Praça dos Três Poderes em Brasília.

7) Internacionalmente, a repercussão gerou bons frutos. A Comissão Pastoral da Terra, a Via Campesina, Pastorais Sociais e parte dos movimentos populares não mediram esforços na luta ao lado de Dom Cappio. E saíram fortalecidos.

8) A maior conquista é Dom Cappio vivo entre nós. Mais do que nunca será, daqui pra frente, um grande profeta no meio do povo para encorajar a luta dos pequenos para denunciar arbitrariedades e desumanidades dos quatro poderes que, travestidos de Estado de Direito, insistem em imperar sobre os pobres e sobre o ambiente natural.

9) O gesto profético de Dom Luiz sacudiu a Igreja, o Governo e pessoas de tantas instituições. A força cristalina de seu testemunho de profeta toca feridas profundas, encobertas por discursos fáceis, palavras jogadas ao vento.

10) Agora, Dom Cappio retoma uma modalidade de luta assentada sobre a fina flor da tradição cristã: jejum e oração. Resgata no coração de muitos militantes uma espiritualidade nova. Jejuar e orar continuam sendo expressão da resistência contra os faraós de hoje.

Enfim, as reflexões oriundas do testemunho de Dom Cappio farão borbulhar o Espírito para suscitar e dinamizar muitas outras lições como testemunho de autêntica cidadania.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Frei anuncia fim da greve de fome; governo Lula sai desgastado


Diego Cruz,
da redação do Jornal Opinião Socialista


Após deixar a UTI do hospital Memorial de Petrolina (PE), o bispo de Barra (BA), Luiz Flávio Cappio anunciou no dia 20 o fim da greve de fome que avançava para o seu 24º dia. O fim da greve se deu após inúmeros pedidos de familiares, amigos e dirigentes de movimentos sociais e populares.
O frei foi internado na tarde do dia anterior, após desmaiar ao ser informado que o Supremo Tribunal Federal decidira liberar a continuidade das obras de transposição do Rio São Francisco.Extremamente debilitado, Frei Cappio, de 61 anos, já enfrentava problemas renais, sangramento nos lábios e dores no corpo além de ter perdido 9 quilos.
Apesar de inúmeras tentativas de negociação com o governo, Lula se mantinha intransigente, recusando-se até mesmo a suspender temporariamente as obras para discutir o projeto de transposição.
No dia 19, 23º dia de jejum, o frei divulgou 8 condições para pôr fim à greve de fome, entre elas a interrupção das obras e a retirada do exército do local. O governo, porém, negou-se mais uma vez a abrir negociação, colocando a vida do frei em perigo.
Ao perder qualquer ilusão no governo, Cappio esperava que o STF determinasse a paralisação das obras. No entanto, assim como o governo, a Justiça também revelou seu caráter de classe, atuando em benefício de fazendeiros e das multinacionais.
O anúncio do fim da greve ocorreu durante missa campal realizada em frente à Igreja de São Francisco, em Sobradinho (BA), local de jejum do frei. A missa foi acompanhada por cerca de mil pessoas, entre fiéis e representantes de movimentos sociais.
Com o frei ainda frágil, a carta de Cappio precisou ser lida por um assessor.
Governo mostra sua cara
A transposição do rio continua, mas o governo Lula sai desgastado da greve de fome. Além de romper com o acordo realizado dois anos atrás com o bispo, durante sua primeira greve de fome, Lula se manteve intransigente desta vez.
Mais do que isso, lançou-se numa raivosa ofensiva contra o frei. O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB), divulgou artigo atacando e ridicularizando o protesto de dom Cappio.
Geddel, ao mesmo tempo em que ataca o frei, reconhecida e respeitada liderança social na região, protagoniza um típico caso de fisiologismo e a política do “toma-lá-da-cá”. De opositor ao projeto, o ministro passou a ser árduo defensor da transposição tão logo assumiu a cadeira da Integração, após obscuras negociações entre seu partido e governo. Geddel mereceu uma resposta de Cappio.
A fim de desmoralizar Dom Cappio, o governo teve ainda a ajuda de personalidades reconhecidas entre a esquerda.
O jornalista, professor da USP e ex-assessor de comunicação da Presidência, Bernardo Kucinski, chegou ao cúmulo de divulgar um artigo com o seguinte título infame: “O Bispo de Barra quer morrer”.
Durante os mais de vinte dias de protesto, o governo revelou seu caráter autoritário, cruel e neoliberal. Lula não só não negociou como, pessoalmente, ridicularizou o protesto do frei e de milhares de ativistas de movimentos sociais e populares que lutam contra a transposição. ”Eu sei o que é de greve de fome, dá uma fome danada”, chegou a comentar em tom de brincadeira durante café da manhã com jornalistas em Brasília, enquanto o bispo estava internado na UTI.
Desta forma, o desgaste do governo aumenta não só entre a população, mas se amplia principalmente entre a base dos movimentos sociais.
Mobilização continua
A greve de fome do frei Luiz Cappio não impediu a continuidade das obras de transposição, mas foi responsável por ampliar a mobilização contra o projeto.
Entidades e organizações como o MST, Movimento pelos Atingidos por Barragens (MAB), CPT, Grito dos Excluídos, além da Conlutas e Intersindical, uniram-se em protesto à transposição. A campanha contra a transposição cresceu e adquiriu um caráter nacional.
Apesar do boicote inicial da grande imprensa, a extensão do ato corajoso de Cappio forçou a divulgação do protesto na mídia. O engajamento de celebridades, como a atriz e ativista Letícia Sabatella, além do ator Marcos Prado, deram ainda mais visibilidade ao jejum. Atos de apoio ao frei ocorreram em todo o país.O fim da greve de fome, no entanto, não vai arrefecer a mobilização.
Movimentos sociais e populares preparam para fevereiro um encontro dos povos da Bacia do São Francisco e do Semi-Árido Brasileiro, a fim de discutir a transposição e a luta contra o projeto. Resta apenas que entidades como o MST façam um balanço honesto da greve de fome e da imposição da transposição, rompendo definitivamente com esse governo aliado dos fazendeiros e do capital internacional.
fonte: www. pstu.org.br
LEIA TAMBÉM:

Leia a carta de dom Cappio sobre o fim do jejum

A Luta Contra a Transposição do Rio São Francisco continua

Amigos e amigas,

A transposição do Rio São Francisco, colocada na ordem do dia como a solução do problema da seca no Nordeste, além de preceder de maiores estudos acerca de sua viabilidade do ponto de vista ambiental em verdade não resolverá o problema do sertanejo com a falta da agua.

Do volume de águas a serem transpostas, apenas 4% serão destinada ao consumo humano. O grosso visa atender o interesse exportador do agronegócio brasileiro e os caprichos messianicos de um homem que um dia metarlúgico se converteu num dos mais odiosos dos políticos populistas brasileiro.

Não obstante Frei Cappio, em face da total insesibilidade do governo Lula ter suspendido sua greve de fome, a luta contra a transposição continua, com novos e importantes lances ocorrendo.

Abaixo trago links de vídeos em apoio a luta contra a transposição


Por fim, peço a todos que divulguem em seus jornais, blogs, etc a preente msg, ou, simplesment a a repassem para o maior número de pessoas possível.

Adriano Espíndola

Letícia Sabatella em
http://www.youtube.com/watch?v=1xPFlkPsU9Q&eurl=http://blogmolotov.blogspot.com/

* Videos com Dom Luiz CappioDom. Luiz Cappio e o Rio São Francisco - http://br.youtube.com/watch?v=crWH8ICykCo&feature=related

Entrevista com Dom Luiz Cappio -
http://br.youtube.com/watch?v=z9klFR4eoM4&feature=related

* Videos de apoio a 2ª Greve de Fome de Dom Luiz CappioApoio à Dom Luiz Cappio - Stédile (MST) -
http://br.youtube.com/watch?v=CL2eu0EkUSM

Apoio à Dom Luiz Cappio - Ademar Bogo (MST) -
http://br.youtube.com/watch?v=qR90k0K42iY&feature=related

Heloisa Helena (PSOL) apoia Dom Cappio -
http://br.youtube.com/watch?v=4PlsjFpzdss&feature=related

Entrevista de Heloisa Helena (PSOL) ao lado de Dom Flavio Cappio - http://br.youtube.com/watch?v=LlJYZ5SValc&feature=related

Apoio à Dom Luiz Cappio - Fábio Konder Comparato -
http://br.youtube.com/watch?v=OCAE72eI3uk&feature=related

Apoio à Dom Luiz Cappio - Eduardo Suplicy (PT) -
http://br.youtube.com/watch?v=kPfEDFF9QKg&feature=related

Vídeo CPT - Greve de Fome D. Luiz Cappio - http://br.youtube.com/watch?v=ft-tDp0PR0k&feature=related
__._,_.___

Ultimas postagens