\

Sejam bem vindos. O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais, em especial acerca dos direitos e luta da juventude e dos trabalhadores, inclusive, mas não só, desde o ponto de vista jurídico, já que sou advogado.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

GRITO DE ALERTA: Trabalhadora denúncia persiguição da Petrobrás e do PT– por Edilene Farias - Leninha

 

TEMO POR MINHA VIDA!

Caros amigos,

Serei breve, estou com uma virose forte (otite, amigdalite, sinusite e muito enjôo), portanto, escrevei pouco. Desculpem o atropelo de informações.

Amanhã será (espero) minha audiência na Justiça do Trabalho. Temo que seja novamente adiada, pois houve um pedido da Petrobras solicitando adiamento.

Estou no limite da resistência, vontade de lutar não me falta, mas o corpo físico está fragilizado. O último golpe dessa sanha perniciosa que tenho sofrido é a perseguição praticada pelo meu sindicato. Desde janeiro, o Coordenador PC suspendeu o repasse de meu empréstimo sindical mensal (um salário mínimo do DIEESE) e passou a afirmar que não existe FUNDO DE GREVE no SINDIPETRO-BA.

É fato que desde o meado dos anos 90, todos os associados Petroleiros constituíram o referido fundo, esse fato está devidamente registrado no MPT 5ª Região, através de documento assinado pelo advogado do sindicato em 2010. Se existia e deixou de existir, posso SUSPEITAR de desvio de verbas.

Tentei resolver administrativamente e politicamente em vão. São seis meses de tentativas.

Na semana passada denunciei em um programa de rádio local essa minha suspeita.

Ao longo das duas ultimas semanas, conversei ao telefone com o Presidente da CUT Bahia, o petroleiro Cedro e com o Diretor do SINDIPETRO-BA de nome Urpia. Ambos afirmam que tentaram solucionar esse problema, mas não obtiveram sucesso devido a intransigência de PC e Edson Almeida.

Informei a dezenas de diretores na presença de colegas de base e do Diretor da FUP Ademir Caetano que estava risco de despejo da minha residência. Na semana passada acabei por receber uma notificação para deixar o imóvel. Creio que nos próximos dias chegará a ordem judicial de despejo. Não irei recorrer, vou virar a primeira petroleira sem-teto por perseguição política do Partido dos Trabalhadores. Sou doente grave, tenho quimioterapia prescrita desde julho do ano passado. Temo por minha vida. São 25 anos desde que ingressei na Petrobras por concurso, demitida ilegalmente desde 2009, tenho passado por toda a sorte de ataques contra a minha dignidade.

Hoje conversei ao telefone com os petistas RUI COSTA, ROBENILSON (ASSESSOR de ROSEMBERG PINTO) e REGINALDO FREITAS, a todos informei que em decorrência da arbitrariedade de PC, só me resta tentar descobrir o paradeiro do nosso FUNDO DE GREVE através da prática de representação no Ministério Público.

Logo após, escrevi para Cal Figueiredo, militante do Partido dos Trabalhadores, dando ciência dos fatos.

A todos eu informei que dessa vez, não levarei fama de radical inconsequente. Todas as vezes que parto para ações drásticas, me chamam de sacana e fdp, ninguém menciona as minhas tentativas de solução vãs. Dessa vez estou dando publicidade e esclarecendo: A CULPA DESSA ATITUDE É DE PC. É PC O RESPONSÁVEL POR MINHA AÇÃO.

Informei a todos que até o final da minha estada na Justiça do Trabalho (amanhã pela manhã), é o prazo que disponho para receber meu empréstimo sindical de direito (seis parcelas atrasadas). Na falta de comunicação, irei realizar a representação por SUSPEIÇÃO DE DESVIO DE VERBAS dos trabalhadores petroleiros.

Todos nós sabemos de vários exemplos de assassinatos motivados por denúncias desse tipo: Queima de Arquivo.

Minha proteção é a divulgação dos fatos.
Peço a todos que honrem minha luta se eu for abatida. Todos os Dirigentes dos Petroleiros e Petroquímicos desde 1998 até 2011 serão os suspeitos. Não esqueçam de incluir os gerentes da Petrobras (ex-sindicalistas e Gabrilelle).

Perseguição política é execrável, principalmente essa que me sangra: a perseguição "velada", afinal, em tese estamos em um "Estado Democrático de Direito". Me elegeram o "bode expiatório" dos militantes petroleiros da luta por Saúde, Segurança e Meio Ambiente. Não vou morrer calada.

Conto com a oração de vocês, preciso muito da Luz para vencer esses elementos das trevas!

Continuo absolutamente consciente de todos os meus atos, apenas mais decidida e determinada. Ação gera reação, não vou morrer na praia.

Espero voltar amanhã com boas notícias.

Sds de luta,
Edilene Farias - Leninha
71 99663073 VIVO
88035662 OI
91603920 TIM
81883239


A nota acima foi enviada em 26/06/2012 a amigos e colegas petroleiros de vários estados do país, por Edilene Farias - Leninha

Ultimas postagens