\

Sejam bem vindos. O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais, em especial acerca dos direitos e luta da juventude e dos trabalhadores, inclusive, mas não só, desde o ponto de vista jurídico, já que sou advogado.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

MÉDICOS DA NORUEGA DENUNCIAM: ISRAEL TEM COMO PRIORIADADE ATACAR CIVIS PARA TESTAR NOVAS ARMAS



Os médicos noruegueses Erik Fosse e Mads Gilbert, que passaram 11 dias trabalhando em um hospital da Faixa de Gaza, acusam o exército de Israel de usar em seus ataques um explosivo de tipo experimental conhecido como Dime (Dense Inert Metal Explosive), informa nesta terça o jornal Aftenposten.

O Dime é uma mistura de um material explosivo e outro químico como o tungstênio e cujo raio de alcance é relativamente curto, mas muito efetivo.

Os dois médicos baseiam suas acusações nos corpos mutilados que examinaram durante seu trabalho no hospital de Shifa e que, segundo eles, mostram "claros indícios" de terem sido atacados com esse explosivo.

"Há uma forte suspeita de que Gaza está sendo usada como laboratório de testes para novas armas", disse Gilbert.

Fotos de corpos de palestinos com ferimentos que teriam sido causados por Dime foram enviadas a um centro em Tromso, no norte da Noruega, que, em uma primeira análise, deu razão aos médicos.

Gilbert e Fosse retornaram ontem pela tarde a Oslo procedentes de Gaza, aonde chegaram antes do Ano-Novo.

Os dois colocaram em dúvida os dados de alguns meios de comunicação ocidentais e denunciaram que o alvo prioritário dos ataques israelenses era a população civil, além de considerar esta invasão pior que a de 1982 no Líbano, onde então também atuaram como médicos.

Agência EFE

2 comentários:

Julio Anselmo disse...

parabéns... VocÊ será sempre eterno.. vivamos a solidariedade entre os povos... E AVante comunismo internalcionalista !!!

Marxin Leonov disse...

Que absurdo... Não há mais limites para a brutalidade do Estado Sionista. Abaixo o genocídio palestino!

Ultimas postagens