\

Sejam bem vindos. O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais, em especial acerca dos direitos e luta da juventude e dos trabalhadores, inclusive, mas não só, desde o ponto de vista jurídico, já que sou advogado.

quarta-feira, 4 de março de 2009

EMBRAER: CAMPANHA DE REESTATIZAÇÃO E REINTEGRAÇÃO DOS DEMITIDOS


Amigos e amigas,

Os trabalhadores da Embraer, por meio de seu sindicato e da Conlutas, estão travando uma verdadeira batalha contra a direção da referida empresa, que mesmo com lucros recordes e ecomendas de avião que garante a produção de todo o ano de 2009, optou, sem quaisquer discussões em demitir sumariamente mais de 4 mil trabalhadores.

Conforme já noticiei aqui neste Blog, o trabalhadores tiveram uma primeira vitória com a suspensão, por ordem da Justiça do Trabalho, das referidas demissões.

Mas essa vitória não é definitva, principalmente considerando o caráter de classe do poder judiciário e, no caso brasileiro, que tem figuras como Gilmar Mendes como presidente do STF.

Por isso, a Conlutas e a direção do sindicato, com apoio do PSTU, está exigindo que Lula tome medidas concretas para reverter e impedir demissões.

Neste sentido, foi lançanda uma campanha pela reestatização da Embraer, empresa privatizada com financiamento público e que, ainda hoje, recebe dinheiro público via BNDS, recursos que servem tão apenas para garantir o lucro de seus acionistas.

Participe da campanha, individualmente ou por meio de seu sindicato, envie a mensagem abaixo para o presidente Lula, com cópias para Conlutas e para o Sindicato dos metalúrgicos de São José.

Um abraço,

Adriano Espíndola


MODELO DE MOÇÃO clique aqui e faça o envio automaticamente

Ao Exmo. Sr. Luis Inácio Lula da Silva

Presidente do Brasil 

As mais de 4.200 demissões promovidas pela EMBRAER são uma verdadeira tragédia que se abate sobre a classe trabalhadora do país.

A privatização desta empresa, em 1994, significou a entrega para o setor privado de um patrimônio estratégico do povo brasileiro. A venda da empresa aeronáutica, ainda por cima, só foi viabilizada porque os compradores receberam financiamento com dinheiro público.

O governo mantém ainda participação acionária de cerca de 20% na empresa, através da PREVI e do BNDES.

O BNDES, além disso, injetou na empresa mais de 8 bilhões dólares em financiamentos nos últimos dez anos. O Estado brasileiro segue então financiando uma empresa que distribui milhares de dólares aos seus acionistas em Nova York e ao banco Bozano, mas que para os trabalhadores brasileiros, apesar de serem quem garante de fato os projetos e a produção, sobra um ataque tão brutal como o desemprego.

O fato é que a EMBRAER é uma empresa estratégica, construída com o suor do povo brasileiro, que foi privatizada e entregue ao capital financeiro internacional, mas que continua sendo financiada pelo governo brasileiro.

Depois de audiência com direção da Embraer, Vossa Exa. afirmou que nada poderia fazer quanto as demissões. Mas, por outro lado, está fazendo muito para garantir o interesse dos acionistas. Mesmo depois das demissões, o BNDES anunciou mais recursos públicos para a empresa. Um verdadeiro escândalo e uma provocação aos pais de famílias que foram sumariamente demitidos.

As demissões não se justificam, pois a Embraer tem mais de 3 bilhões de reais em caixa e as encomendas de aviões para 2009 garantem a produção e o emprego dos trabalhadores.

Mas os executivos da empresa não pensam desta forma. Eles estão destruindo uma conquista do povo brasileiro em nome do lucro fácil e desenfreado. Os executivos da empresa aplicaram parte do lucro na especulação financeira, perdendo mais de 177 milhões de reais no famoso cassino dos derivativos. São estes mesmos executivos que além dos seus milionários salários, recebem um bônus de 50 milhões de reais por ano.

Ante a incompetência da administração privada da Embraer, ante sua importância para o país, pois a fabricação de aviões deve ser considerada uma atividade estratégica para o desenvolvimento nacional, exigimos de seu governo, a imediata reestatização da Embraer e reintegração de todos os trabalhadores demitidos da empresa.

Enviar para

Exmo. Sr. Presidente Luis Ignácio Lula da Silva: gabinete@planalto.gov.br

Com cópias para

Conlutas: secretaria@conlutas.org.br

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos:secretaria@sindmetalsjc.org.br

Nenhum comentário:

Ultimas postagens