\

Sejam bem vindos. O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais, em especial acerca dos direitos e luta da juventude e dos trabalhadores, inclusive, mas não só, desde o ponto de vista jurídico, já que sou advogado.

domingo, 25 de janeiro de 2009

robim hodd dos ricos: VALE QUER TIRAR DINHEIRO DO SALÁRIO DOS TRABALHADORES PARA DAR A ACIONISTAS




VALE QUER TIRAR DINHEIRO DO SALÁRIO DOS TRABALHADORES PARA DAR A ACIONISTAS

É inacreditável o desrespeito com que empresas como a Vale tratam seus empregados, as autoridades públicas e o nosso país. A diretoria da Vale, alegando a crise, decide propor a redução do salário pela metade, para 19 mil de seus funcionários. Ao mesmo tempo anuncia que repassará como lucro, pelo menos 2,5 bilhões de dólares aos seus acionistas, e que também está estudando a compra de uma nova empresa.

E completa: os trabalhadores que aceitarem a redução do salário terão emprego garantido enquanto o salário estiver reduzido, ou seja, poderão ser demitidos depois. E os que não aceitarem, são diretamente ameaçados de demissão pela empresa.

Tudo isso depois de o governo brasileiro anunciar que vai fiscalizar as empresas que receberam recursos públicos para seus projetos, pois os contratos não permitiriam demissão de trabalhadores. É bom lembrar que o BNDES, com recursos públicos, acaba de conceder um "cheque especial" para a Vale de 7 bilhões de reais, para não falar das outras dezenas de bilhões deste mesmo banco que se encontram nas mãos da Vale em vários contratos. Cabe lembrar também que o governo detem ações de "classe especial" da empresa, o que lhe dá direito a veto em várias ações administrativas da companhia, sem falar que, na verdade são os Fundos de Pensão controlados pelo governo que detem a maioria acionária da empresa.

A Conlutas vem a público protestar veementemente contra o desrespeito aos trabalhadores que esta proposta da empresa sinaliza. A Vale não tem necessidade de demitir ou de reduzir o salário dos seus empregados, apesar da crise. Lucrou cerca de 27 bilhões de reais apenas no ano passado, 2008. Com este dinheiro poderia pagar o salário de todos os seus empregados por mais de 8 anos! No entanto, como a própria empresa trata de deixar claro, ela não quer abrir mão de engordar o lucro dos milionários que são seus acionistas com 2,5 bilhões de dólares, pelo menos, em 2009. Nesta hora desaparece a crise.

E vem cobrar também das autoridades públicas, uma medida imediata que impeça as demissões, que são usadas pelas empresas para chantagear seus empregados, obrigando-os a aceitar redução de salários e direitos. Queremos saber se é verdadeira a declaração dada ainda ontem pelo Ministro da Fazenda, Guido Mantega. Queremos saber se eram verdadeiras as afirmações dos Ministros Luis Dulci e Carlos Lupi, em reunião com a Conlutas ainda no início desta semana. Quais são as medidas concretas e imediatas que o governo vai adotar contra Vale? Se não forem adotadas medidas que forcem a empresa a voltar atrás no anuncio que fez no dia de ontem (22/01), então a sociedade brasileira estará autorizada a entender as declarações das autoridades como pura enrolação, enganação para justificar o que até agora todos estão vendo: o governo destinar bilhões de recursos públicos para empresas e bancos aumentarem seus lucros.

Conclamamos os trabalhadores da Vale a resistirem e a lutarem para preservar seu emprego, seu salário e direitos, ao lado dos demais trabalhadores que estão resistindo em todo o país. Conclamamos as demais Centrais Sindicais a cerrarmos fileiras na construção de um amplo processo de mobilização em todo o país, contra as demissões e as chantagens que as empresas estão fazendo em todo o país, e para exigir do governo uma medida provisória que proíba demissões de trabalhadores. Por isso, convocamos a todos para que participem do protesto que ocorrerá dia 11 de fevereiro, no Rio de Janeiro, em frente ao prédio da Vale.

São Paulo, 23 de janeiro de 2009
Coordenação Nacional da Conlutas

Nenhum comentário:

Ultimas postagens